segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Em seu lugar

Uma porta aberta
Coisa estranha
Pra quem vive
Na prisão

Sol nascendo
Iluminando
Noite escura
Que se foi

Mas em seu ciclo
Tudo volta
Noite velha
Novas grades

Tudo está em seu lugar
Como deveria ser.

                                                  Rafael Freitas 


2 comentários:

  1. Afinal, tudo volta. Livre, leve, simples e sereno. Calmaria terrena, maturidade... Gostei muito.

    ResponderExcluir